Palombar

Pesquisa
  • Notícias

Notícias

Informe-se sobre as nossas ações

Scroll Down

20 Junho, 2022

É de pequenino que se descobre e aprende a gostar das aves necrófagas

É de pequenino que se descobre e aprende a gostar das aves necrófagas

Saída de campo. Fotografia Palombar.

Um grupo de cerca de 50 crianças com idades entre os três e os seis anos do Jardim de Infância do Agrupamento de Escolas de Alfândega da Fé participou numa saída de campo organizada pela Palombar - Conservação da Natureza e do Património Rural no dia 27 de maio. Posteriormente, já em ambiente escolar, os mais pequenos também expressaram, através de desenhos, como foi esta experiência, uma verdadeira aventura à descoberta das aves necrófagas.

Foi o próprio Jardim de Infância que fez a proposta à Palombar para organizar esta atividade que decorreu em Picões, no concelho de Alfândega da Fé, e que consistiu numa caminhada e numa observação à distância do Campo de Alimentação para Aves Necrófagas (CAAN) gerido pela organização nessa localidade.

Curiosos e atentos, os mais pequenos revelaram grande interesse por estas aves, que ficaram a conhecer de perto e tiveram a oportunidade de as observar a planar sobre o rio Sabor. Conseguiram ver grifos e britangos, duas espécies de abutres emblemáticas da região. Mas não ficaram por aqui, também viram, desde um ponto de observação elevado, o momento em que foi dado alimento a estas aves no CAAN de Picões pelos técnicos da Palombar.


Desenho de um dos alunos. Fotografia DR.


As crianças aprenderam sobre as espécies de abutres que há em Portugal, as suas características, ecologia e ameaças que enfrentam. Depois da realização da visita, e já em contexto escolar, as crianças foram desafiadas pelas educadoras a expressar, através de desenhos, como foi esta experiência única de descoberta, no próprio território, destas espécies com "poderes especiais".

Conhecer, ver e contactar com estas aves desde pequeninos é essencial para que as novas gerações comecem, desde a infância, a valorizar a biodiversidade presente na sua região e a ter uma atitude pró-ativa em prol da sua conservação e proteção. Afinal, serão eles os guardiões, no futuro, destas espécies.

Louvamos a iniciativa e motivação do Jardim de Infância do Agrupamento de Escolas de Alfândega da Fé, a quem agradecemos por nos terem lançado este desafio de organizar uma saída de campo como esta, com crianças desta idade, que de pequenas só têm o tamanho, pois revelaram um grande interesse, curiosidade e vontade de descobrir e explorar a biodiversidade do local onde vivem.